top of page
  • Associação Cemitério dos Protestantes - Acempro

Cemitério do Redentor - Pinus



Pinus elliottii é uma espécie de pinheiro, composta de duas variedades distintas: Pinus elliottii var. elliottii e Pinus elliottii var. densa, originária do Novo Mundo. Faz parte do grupo de espécies de pinheiros com área de distribuição no Canadá e Estados Unidos da América (com excepção das áreas adjacentes à fronteira com o México). Existem muitas áreas de reflorestamento com esse tipo de Pinus na América do Sul, especialmente no estado de São Paulo e na região sul do Brasil.[1]


Nomes populares: pinus, pinheiro, pinheiro-americano.


Ocorrência no Brasil: introduzidas com maior ocorrência na região sul e sudeste do país, nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo e, do Mato Grosso do Sul.


As outras espécies cultivadas, nas várias regiões do Brasil, são: Pinus sp., Pinus taeda, Pinus caribaea, Pinus oocarpa, Pinus tecunumanii, Pinus maximinoi e Pinus patula.


Atualmente, as espécies do gênero Pinus e as do gênero Eucalyptus são as mais utilizadas para reflorestamento comercial (silvicultura) no Brasil.


Árvore

Árvore de rápido crescimento, mas não muito duradouro em relação ao padrão dos pinus silvestres (cerca de 200 anos), prefere clima e solo úmidos. Se distingue do Pinus taeda por ser maior, com folhas mais arredondadas e pinhas maiores; e do Pinus palustris por ser mais curto, ter agulhas mais finas e pinhas mais curtas. De grande porte com altura entre 18,0m e 30,0m, sendo:


Caule reto, cilíndrico, com diâmetro entre 0,60 m e 0,80 m. Com casca sulcada e acinzentada em indivíduos jovens e marrom-avermelhada em indivíduos adultos, com placas escamadas. Com copa irregular de raio superior a 3,0m.

Folha pontuda, denominada como acícula, muito fina, formato de agulha, resistente e firme, de coloração verde-brilhante e com a margem finamente serrilhada, comprimento entre 18 cm e 24 cm, ramos em grupos de dois ou três.


Geralmente florescem na primavera, produzindo flores masculinas e femininas. O órgão reprodutivo masculino se chama estróbilo masculino e está disposto junto às brotações. O órgão reprodutivo feminino, mais conhecido como pinha, se encontra geralmente em grupos de 2 a 4 unidades. Demora cerca de dois anos para amadurecer, quando as escamas se entreabrem, pondo em liberdade as sementes para serem disseminadas a cerca de 50 metros da árvore mãe, apenas pela ação do vento.


Os Pinus não possuem frutos e sim cones, também denominado como pinha onde encontram-se os pinhões, de coloração castanha-escura, lustroso. A pinha pesa em média 46,6 g, com dimensões de 12,5 cm x 4,5 cm, com uma produção média de 10 gramas de sementes.

Sementes de formato triangular, entre 5mm e 7mm de comprimento, de coloração preta e aladas ela é bem bonita e existe 40000 sementes aproximadamente.


Fonte: Wikipedia





6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page